quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Esqueceram de mim?

Havia em uma terra muito distante, lá pelas meiucas da Ásia, onde uma comunidade ogra de respeito se estabeleceu. Viver naquelas terras selvagens e inóspitas não era uma tarefa fácil, então os ogros eram bem unidos e precavidos.

Porém, caros amiguitos, há uma coisa no Universo que é incontrolável. E não estou falando de buracos negros, nebulosas ou cometas, muito menos da histeria de uma mulher ao descobrir que o sapato que estava em liquidação não está mais! Estou falando, alertando, precavendo e prevenindo sobre as crianças ogras. Essas sim o cão chupando manga com ácido muriático e nitroglicerina.

E mesmo naquele ambiente restrito, mínimo e controlado, as criançogras, peraltas como só elas, davam um jeito de transformar a vida dos pais em um inferno dantesco. Os pais nunca sabiam por onde andavam seus arteiros rebentos.

As crianças saiam para brincar na casa dos coleguinhas, mas os pais, ludibriados pelos instrumentos pesticulosos dos pimpolhos, nunca sabiam onde estavam os herdeiros. Então o que mais se ouvia pelas ruas da comunidade ogra eram os pais gritando pelos filhos, como por exemplo o ogro Ogrovsky:

- Zezovsky, Hugovsky e Luisovsky! Qual casa que estão??

E assim o país surgente foi batizado de Cazaquistão.

Sem mais para o momento, beijo na bunda e até segunda.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cazaquist%C3%A3o



13 comentários:

  1. Que história interessante. Acho que muita gente desconhece isso, eu mesmo nem fazia ideia até ler aqui.

    Já estou seguindo seu blog. Se puder, dê uma passadinha no meu também: http://amebeijesorria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Prezado Yuh,
    Ogroland é cultura geográfica!
    Abraçogro

    ResponderExcluir
  3. a história com o trocadilho no final ficaram boas. e a imagem do bebezinho com cara de assustado também ficou muito boa.

    ResponderExcluir
  4. Prezado Marco,
    Reza a lenda que essa é uma criança ogra, mas não há comprovação biológica.
    Abraçogro

    ResponderExcluir
  5. Un felice Natale e uno strepitoso fine 2012 a Te e ai tuoi cari!!

    ResponderExcluir
  6. Prezada Day Anna,
    Educativo, né?
    Beijogro

    ResponderExcluir
  7. Essas crianças ogras existem aos montes, conheço várias haha e passo longe...

    ResponderExcluir
  8. Hahahahaha eu adorei o post. Genial!
    Seguindo aqui, se quiser passar no meu, ele fala de... sei lá do que ele fala, mas ele é legal.
    Boas festas :)

    ResponderExcluir
  9. Prezada Marília,
    Cuidado com essas crianças ogras! E não as confunda com crianças sem educação, pestes e sem limites que vemos hoje em dia!
    Beijogro

    ResponderExcluir
  10. Prezada Verena,
    Estou seguindo o seu!
    Beijogro

    ResponderExcluir
  11. Que engraçada essa imagem do bebê, mas não deveríamos achar engraçado se tratando de uma possível terrível criança ogra, né?!
    Parabéns pela sua criatividade!
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seu comentário será respondido aqui mesmo no blog pelo nosso Serviço de Atendimento ao Comentador de Ogroland (SACO)

Quem sou eu

Minha foto
Leia o Blog www.ogroland.blogspot.com.