domingo, 9 de maio de 2010

OgroDiário - Dia 3 - O Demônio da Lagoa - Chapter Five

Plim plim!!


Mais um Chapter de nossa série. Hoje era para ser o último, mas ficou muito grande então fiz como Jack, O Estripador, e resolvi dividir em partes.

Vamos a um resumo para quem agora chega, lê apenas este capítulo e fica mais perdido do que filho de prostituta no dia dos pais. O ideal seria a leitura dos outros capítulos, mas haja paciência, né verdade? Então vamos lá.

Eu e minha pequena família andávamos por uma lagoa de Ogroland (na orla dela, afinal meu carro não é anfíbio e nem tenho o poder bíblico de andar sobre águas), altas horas da madrugada, quando nos deparamos com uma estranha pessoa, se esgueirando pelas sombras, trajando uma capa preta até os joelhos, todo de preto, e com uma estranha máscara no rosto, com jeito mais suspeito do que raposa guardando galinheiro.

Empenhados em defender nossos conterrâneos, iniciamos a perseguição ao sacripanta, que durou aproximadamente duas horas, com alguns episódios pitorescos. Voltamos para toca com sensação de dever cumprido, já que não houve nenhum ataque por conta do biltre.

Voltando ao presente, não presente de presente, de embrulho com coisa dentro, presente de tempo atual, mas um presente passado, porque apesar de estar escrevendo agora, estou relatando sobre um passado recente e então...ah..onde estava mesmo? Deixa pra lá.

Chegamos em casa ainda sob os efeitos psicológicos de nossa empreitada perseguidora, nos sentindo algo entre Constantine e Sherlock Holmes. Eu, sem nenhum constrangimento, confesso que fui me deitar apavorado. Exigi que a luz não fosse apagada por medo do coisa ruim ter nos seguido até em casa, e ficar me observando de algum canto escuro do quarto, para quando eu abrisse os olhos e chegar gritando, AAAAHHHH!!! Ecaaa!

Karinogra me esculhambou exigindo o apagar das luzes, mas rapidamente ganhei mais um adepto, Gabiogro já instalado em minha cama, debaixo das cobertas exigia também que as luzes ficassem, acesas. Abraçado pela solidariedade de meu pequeno filhote, também tomado de medo da hedionda criatura mascarada, vencemos a dura Karinogra, que concordou com a luz acesa.

Foi difícil pegar no sono, sempre dominado pelo pavor da inexplicável figura ser dotada de algum poder sobrenatural e vir puxar meu pé na cama. Ainda desenvolvi a teoria de que só eu e minha família é que víamos o desgracento, porque que o corredor passou por ele sem nem abanar o rabo, e a polícia fez o mesmo.

Mas dormi. Vi o sono chegando, pensei que aquilo tudo era uma bobagem, apaguei a luz e apaguei a mim mesmo.

Ainda naquela fase em que o sono não veio completamente, em que você está em algum lugar onde seu cérebro insiste em te manter acordado, mas não tem consciência de mais nada que acontece a tua volta, começando a ter sonhos desconexos, senti o toque leve de dedos no meu ombro, como que me chamando.

Meus amigos, sem levantar, sem ao menos tomar impulso, automaticamente, como se aqueles dedos gélidos tivessem acionado um botão de propulsão, dei um pulo da cama que colei meus cem quilos no teto! Desci caindo estatelado no chão e fui direto pra baixo da cama, fazendo o sinal da cruz e gritando: SAAAAAAAAAAAAAAAAI!!!!

Depois de alguns poucos segundo vi a cabecinha de Karinogra, com aquela cara de tédio, espiando pra baixo da cama. Obviamente fingi que aquilo era normal , devolvi o olhar de tédio, e disse que estava procurando meu chinelo. Perguntei então com o ar mais desinteressado do planeta se, por acaso, haveria ela me cutucado o ombro. Tomei mais uma esculhambada de minha digníssima que exigiu que eu ficasse acordado, agora também com Gabiogro, porque estavam ambos cagados de medo, e ainda fui acusado de ser o culpado de propagar pânico coletivo na família.

Passou-se a noite, e no outro dia, me levantei, banhei minha carcaça, e me encaminhei para o trabalho, mal sabendo o que me aguardava no caminho.

Amanhã, ou quem sabe, ainda hoje! O epílogo desta história macabra!

Ahuuuuaaannn (risada malévola!!!)

Salve-se quem puder!

12 comentários:

  1. se vai fazer amanhã significa que não vai trabalhar e assim a v7 vai até novembro. caraca viu

    ResponderExcluir
  2. Adorei a ironia utilizada no primeiro parágrafo do conto e o modo com que você escreve é bem legal porque interage com os leitores e ficamos mais curiosos e confortáveis na historia. Adorei o texto

    http://futurismologa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Prezado Rodrigo;
    Atendendo a sua solicitação, a data foi adiada para quarta-feira, mas não acho que isso vá adiantar a v7 não.
    Abraçogros

    ResponderExcluir
  4. Prezada Renée
    Seus elogios fizeram minhas bochechas ficarem tão rosadinhas quanto as nádegas de um bebezinho.
    Espero seu retorno constante a este lamacento blog.
    Abraçogro

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho que agradecer por fazer um resumo da história!! Quantas vezes eu já me senti mais perdida que filha de prostituta em dia dos pais? Essa é uma vez a menos pra eu contar.
    Gostei do humor e da leveza do texto, ainda assim tem aquela tensão do suspense que instiga a curiosidade em saber o desfecho disso tudo.

    ResponderExcluir
  6. Prezada Michelle,
    Alguma coisa tinha que ser leve aqui neste blog, né verdade? Não sendo eu, é o texto!
    Está curiosa? Seus problemas acabaram-se! Quarta-feira divulgo o final dessa aberração!
    Abraçogro e volte sempre!

    ResponderExcluir
  7. História macabra e bizarra!
    Gostei!

    ResponderExcluir
  8. Prezado Antonoly,
    Se você achou a história macabra e bizarra até agora, não perca o gran finalle!!!!!
    Será tão chocante quanto um dedo na tomada!

    ResponderExcluir
  9. Nossa, quanta criatividade... poderes sobrenaturais, gritarias loucas e essa coisa de "banhar a carcaça"... rs... eu ri!... Muito bom, continue escrevendo assim!

    ResponderExcluir
  10. Francorebel,
    Que nick chique.
    Agradecemos o seu retorno e solicitamos mais retornos a este espaço fétido.
    Em breve o final.

    ResponderExcluir
  11. Prezado Extrovertímido(???????????)
    Gostchou? Volte sempre!
    Abraçogros

    ResponderExcluir

Seu comentário será respondido aqui mesmo no blog pelo nosso Serviço de Atendimento ao Comentador de Ogroland (SACO)

Quem sou eu

Minha foto
Leia o Blog www.ogroland.blogspot.com.